animação

Eldorado: dramaturgia de ator na intracultura

Este trabalho constuiu a tese de Doutoramento em Artes de Eduardo Okamoto, realizado na Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP.

O objetivo deste trabalho foi localizar, em experiência prática, como criação cênica, a chamada dramaturgia de ator no contexto brasileiro. Isto se deu a partir da interação, observação e imitação (Mimese Corpórea tal qual sistematizada pelo Lume Teatro) de construtores e tocadores de rabeca – instrumento de arco e cordas, como o violino, presente em muitas manifestações da tradição popular do Brasil. Esta tese corresponde ao paralelo teórico de uma pesquisa da arte de ator que resultou no espetáculo “Eldorado”. A dramaturgia de ator é uma possibilidade de criação teatral em que a narrativa do espetáculo tem seu fundamento na organização de um repertório físico e vocal previamente codificado pelo ator. Até aqui, esta dramaturgia de ator é bastante influenciada pelas pesquisas transculturais da Antropologia Teatral. Este campo de estudo se detém em reconhecer o bios cênico do ator estudando diferentes tradições teatrais em diferentes épocas e geografias. Diferentemente desta análise transcultural, este trabalho propõe uma dramaturgia de ator fundada na pesquisa de circunstâncias locais: uma dramaturgia de ator na intracultura. Desenvolveu-se, assim, a face complementar àquela proposta pela Antropologia Teatral: em vez do estudo de princípios gerais do trabalho de ator, buscou-se a criação desta dramaturgia na vivência de especificidades

Para fazer o download da tese, na biblioteca digital da Unicamp, clique aqui.