animação

Apresentação de “Agora e na Hora de Nossa Hora” na Polônia

 

Hoje, passada a adrenalina dos preparativos todos, posso dizer: tudo correu bem na apresentação de “Agora e na Hora de Nossa Hora” no 14. Międzynarodowy Festiwal TEATROMANIA, em Bytom, na Polônia. Felicidade!

 

Tivemos, aqui, uma linda equipe, afinada e apaixonada por teatro. Fomos carinhosamente bem recebidos! 

 


Teste de legendas minutos antes de “Agora e na Hora de Nossa Hora”

 

Pela primeira vez, usamos legenda na peça. Havia tensão a este respeito, dois dias antes. Nenhum de nós, brasileiros, poderia checar se havia sincronia entre a fala e o texto projetado em painéis. Mais uma vez, porém, fomos acariciados pela vida: encontrou-se uma tradutora, Agata, que, a despeito de ter apenas 25 anos, fala fluentemente polonês, inglês, espanhol e português! E português do Brasil! Por um ano ela morou em Curitiba e conhecia até mesmo gírias dos meninos de rua.  Assim, tudo funcionou, com os técnicos projetando em duas diferentes direções  os letreiros (uma necessidade pois o espetáculo é concebido como arena, com público em diferentes direções).       

 

Sendo a organização tão carinhosa, a recepção da peça pelo público não poderia ser diferente. Público atento. Havia, disseram-me os organizadores, grande excitação para ver uma produção brasileira. Isto ainda era potencializado por uma certa quebra de expectativa. Assim que se dizia que haveria, na programação, um trabalho do Brasil, logo se pensava nas imagens típicas do país: alegria, samba, carnaval, futebol e lindas mulheres. “Agora e na Hora de Nossa Hora”, porém, trata de uma de nossos maiores problemas sociais – a infância abandonada. “Foi bom conhecer um outro Brasil”, comentou uma espectadora.

 

Felicidade! Estamos realmente felizes por nossa participação no 14. Międzynarodowy Festiwal TEATROMANIA.     

 

 

Envie um comentario